2004/07/31

Pixelete #02



Hoje, sábado, um conjunto fresco da Nina Ricci.
Ontem, e para não percebeu, estava com uma coisinha muito simples da Cynthia Steffe e sandálias D&G.

Língua [e da Fina]

É prá menina, é pró menino… é assim que se dizia?!
Não tenho bem a certeza, a verdade é hoje as línguas afiadas não são um exclusivo das sogras e as que há espalhadas nesta rede bem aberta, tradução selvagem de world wide web, além de serem todas feitas de pixels*, são mais rápidas e eficientes, chegam a todo o lado. Assim, e do lado direito ao fundo da página, têm agora duas línguas, uma azul e outra rosa, para linkarem aqui à Escrita Fina. Vá, salvem uma das imagens para o vosso desktop, coloquem-na no vosso site, blog ou página pessoal, depois linkem-na para este url,

http://www.escritafina.blogspot.com/

Alguma dificuldade ou dúvida?!
Mandem um e-mail para aqui.

*Pixeis ficava melhor, mas vá lá, pelo menos nisso fui purista.

2004/07/30

Pixelete #01



Quem me pixeliza, agora e para sempre, é o meu sobrinho Paulo, esse patrício do pixel.

AMOR SUSPENSO

ESCRITA FINA de AMANHÃ
Nuno Saraiva © 2004

Amanhã, Sábado - 31 de Julho, na Única do Expresso entramos na Silly Season, ou Época Tola como se diz no Minho, em que pouco se faz e nada acontece. Cansada de Lisboa, aproveitei para tirar uns dias no Palácio da Brejoeira, em Pinheiros, perto de Monção.

Participações Especiais em Pena Kapital:
Monção Man - Pudic Gestor,
Cinha - The Invisible Tia
e Menina Garagem - Aquela Que Vive a 2.

Acordar Sem Amor

Hoje, pela manhã, The Cadence Collection de Andy Williams, e esta canção em particular, até à exaustão,

Summer Love

Who will be your summer love
Like I was last summer
Sharing every moment of
Things we did last summer

Who will be satisfied
Just to be by your side
Who will kiss you, hold you tight
Two silver silhouettes
In the summer moonlight

Will you walk along the beach
Like we did last summer
Counting stars way out of reach
Like we did last summer

Will you tell your heart, beware
This is just a summer affair
Or will you fall in love for keeps
Like I did last summer

2004/07/28

Cookie Cook-Off com Diabretes

Peço desculpa: o link do post Democracia das Bolachas [ver arquivo 6/2004] estava errado, muitos devem ter pensado, mas que tipa inteligente! quando saltaram para o site do Expresso e conseguiram associar, com ironia, uma qualquer notícia da actualidade com aquilo que eu tinha escrito. A verdade é que eu dou-me com o html como me dou com o Algarve no Verão, mal, e o link desse post deveria ir dar aqui, sem qualquer hipótese para dúvidas. A propósito da votação, e daquilo que está em jogo, escolher entre os bolinhos da Laura Bush e da Teresa Kerry, fiquei indecisa.

Os bolinhos da Laura são pálidos, os da Teresa dão a impressão que foram regurgitados, além de serem feitos com abóbora, que é coisa portuguesa, de aproveitar restos, o que fica mal numa milionária como ela. Nos tempos que correm não é bem votar em alguém que tenha o apelido Bush, eu sei, mas votar nos doentios bolinhos da Laura é que não, vai daí, e a propósito da convenção democrata, fui para a cozinha fazer Diabretes de Boston, fica aqui a receita,

[16 a 20 diabretes]

Manteiga - 75 g
Chocolate em Barra - 60g
Açucar - 180 g
Farinha [com fermento] - 75 g
Nozes [descascadas] - 60g
e
2 Ovos

Polvilhar e untar um tabuleiro, quadrado é o ideal, com + ou - 20 cm de lado para dar os 16 a 20 diabretes. Derreter, em banho-maria, a manteiga e o chocolate. Juntar ao chocolate e à manteiga o açucar, a farinha, as nozes [entretanto picadas] e os ovos batidos. Misturar com alguma rapidez e violência, que é o mesmo que dizer: misturar muito bem, e depois deitar no tabuleiro. Levar ao forno, temperatura média, durante + ou - 30 minutos, se houver alguma dúvida quanto ao tempo, é esperar até que a massa se solte das paredes do tabuleiro. Deixar arrefecer um nadinha e desenformar. Cá fora, e depois de estar realmente fria, corte em quadrados de 4 a 5 cm.

Prontos e servidos os diabretes, ouvi dos meus sobrinhos que se eu estivesse na corrida, os votos eram todos para mim. Fiquei contente com isso, foi uma demonstração de democracia viva à hora do lanche.

2004/07/27

Dupla Face

É o título de um livrinho de esboços e apontamentos que têm entre si semelhanças ou são variações de um primeiro, sendo depois sobrepostos para resultarem num só desenho e montados lado a lado obedecendo a um denominador comum: a pulsação sexual.

Gostaram?! Foi o meu sobrinho Paulo que o fez e a +BD que o editou [clique aqui para ver a descrição], na Colecção Privada. Ele tem alguns para oferecer, mandem um e-mail para este endereço com o vosso nome e morada, depois é só esperar pelo correio.

A +BD pertence à Mundo Fantasma, uma bela de uma livraria de banda desenhada que fica no Porto.

2004/07/26

Serviço Pudico #1

No outro dia, cerca das duas da manhã, passei pela 2: e estava a dar um documentário sobre colecções de arte de instituições, fundações e museus portugueses. Não o apanhei desde o princípio, ou seja, não sei o nome, mas também é verdade que consultei a programação do dia e não está lá nada. Aquilo que me chamou a atenção, foi o facto de o documentário ter direito a um omnipresente círculo vermelho, daqueles que assinalam uma programação "não aconselhável a públicos mais susceptíveis, designadamente, a excessos de representação da violência". Aposto que o funcionário que colocou o círculo deve ter pensado o seguinte: falar sobre essas coisas da arte é, no mínimo, pornográfico, e se aquilo que se vai mostrar é na sua maioria português, então, estamos perante violência visual gratuita, óbvio, leva com um círculo vermelho, está decidido.

Serviço Pudico #2

Às vezes fico a pensar, será que a RTP tem apenas um funcionário para colocar círculos vermelhos?! Ou será que há um Departamento do Círculo Vermelho, com um funcionário a colori-los, outra a desenhá-los e um grupo que discute de forma intensa quando aplicá-los?! Será que quando fazem um intervalo, acompanham o café com donuts que têm cobertura de framboesa?! Ou será de morango?! Não sei, não sei.

Serviço Pudico #3

Procurei tanto pelo título do tal documentário no site da RTP, que encontrei uma secção que dá pelo nome de Imagens com Legenda, onde os visitantes têm a liberdade de comentar uma fotografia. A que está com um guarda egípcio, em cima de um camelo e com as pirâmides ao fundo, tem vários comentários deixados pelos utilizadores, ficam aqui alguns [e acreditem, os erros não são meus],

"Dois camelos em acção."
H. de Lisboa

"Camelos... há muitos... bebe àgua! Bebe àgua! Olha que este bichinho é o que mais aguenta sem beber! Não sejas camelo!"
L. de Alcobaça

"Este pensa que sou um cavalo... Inda é mais cameêlo que eu!..."
M. de Aveiro

"Grande camelo me saiste e pelo deserto procurando o ouro negro, mas por azar só guerrilheiros encontro."
A. C. de Macau

"Este pensa que sou um cavalo... Inda é mais cameêlo que eu!..."M. de Aveiro

ou

"Desculpa, Habib!!! Podes-te montar em cima de mim mas não me podes obrigar a tirar uma fotografia."
C. de Almada

É claro que a RTP, repito, não tem culpa disto, mas que é de uma irresponsabilidade lamentável ter uma secção destas sem um moderador, é.

Acredito que o site, como extensão de um canal público de televisão, também tenha a obrigação de garantir o pluralismo e a liberdade de expressão, mesmo que seja assim, há estas "legendas que fizeram desta área um local de entretenimento!" revelam que alguma coisa vai mal.

Não sei bem o que será, nem sou capaz de perceber qual é a nossa ideia de entretenimento no meio disto tudo.

2004/07/23

PENA KAPITAL

ESCRITA FINA de AMANHÃ
Nuno Saraiva © 2004

Amanhã, Sábado - 24de Julho, na Única do Expresso vão ver que foi um Deus, Pátria e Família que nos acuda para conseguir encontrar um XVI governo de sonho. Daí que tenha aceitado, sem pestanejar, o convite para me juntar a uma Tia Task Force na Assembleia Geral da Kapital.

Tomar decisões à noite, é como pedir um sumo de laranja pela manhã, sabe bem, acreditem.

Participações Especiais em Pena Kapital:
Xana - Extreme Fashionista,
Cinha - The Invisible Tia
e Miss Ministra - Corpo Diplomático 2004.

Tunísia e o Blog

Se calhar pode ser uma inconfidência, mas gostava tanto de saber quem é o visitante recorrente que está na Tunísia... é que um dia destes ainda morro de curiosidade.

2004/07/19

iPod?! Posso.

Os meus 5 MP3s para ouvir-até-enjoar nesta semana:
Too Drunk to Fuck* [Nouvelle Vague]
I Just Can't Get Enough* [Nouvelle Vague]
The Time is Now [Moloko]
Tokyo Airport [Metal Boy]
Encore** [DJ Danger Mouse]
* Sim, são versões, a primeira dos Dead Kennedys e a segunda dos Depeche Mode,
ambas de 1981, mas bem recuperadas pelos Nouvelle Vague.
** Jay-Z remixado com Beatles pelo DJ Rato Perigoso.

Mas Contas ou Não Contas?!

Todos os jornalistas convidados para a apresentação do novo anúncio do Chanel Nº 5, e que irá para o ar lá para Outubro, foram obrigados a assinar um papel onde prometiam não divulgar nada do que viram. Fiquem desde já a saber que o spot tem a participação da Nicole Kidman e realização de Baz Luhrman, pois, mas mais não posso contar.

MiniEuro

Se fosse hoje, é claro que o meu Paulo tinha escrito não sobre o MiniMoma, mas sobre o MiniEuro.

[Agora façam-me um favor, que já começo a ficar farta destas coisas, quando colocarem o link para o MiniEuro nos vossos blogs, digam que o vieram buscar aqui... é o mínimo.]

What Are You All Listening To?!

Espero que ouçam todos a Radio Colete... e só por isso, aproveito para fazer outra pergunta: haverá melhor loja em Paris?! Não.

2004/07/15

MECA DO AMOR

ESCRITA FINA de AMANHÃ
Nuno Saraiva © 2004

Amanhã, Sábado - 17 de Julho, na Única do Expresso conta-se aquilo que me aconteceu no Festival do Meco, onde arrastada pelo desejo [sentia-me fácil naquela noite, é verdade], fui de encontro ao corpo que estava ao meu lado.

Uma coisa rude e física, com cada um de nós a tentar avaliar aos encontrões o que o outro queria, sabia ou podia fazer. Quando chegamos ao frente a frente, percebemos que aquela avaliação toda não serviu para nada, o nosso hype era comum e saltava à vista, ainda que o meu caminho para Meca tenha sido revelador, foi desastroso.

Participações Especiais em Meca do Amor:
Peaches - Pilosidade Pop Star,
Misterioso Homem das Aftas - The Mysterious Afta Man,
e Vários A.F.P. - Figurantes Anónimos em Pó.

[verdade seja dita, e depois de saberem o fim vão perceber porquê,
eu teria escolhido como título Meca de Amor...
mas enfim, os meus sobrinhos Paulo e Nuno é que sabem.]

2004/07/13

Mundo Português #1

Hoje, perto das Amoreiras, alguém a brincar com um dálmata,
- Salta, Macaco, salta!!!
o dálmata salta e o dono todo babado,
- Isso, Macaco, isso... bonito, bonito.

2004/07/12

X

Click here to do more X!

2004/07/10

É Bom Lembrar, Foi Mau Ouvir

Há por aí algum DJ que arrisque passar,

Physical [Olivia Newton-John]
Total Eclipse Of The Heart [Bonnie Tyler ]
Touch Me I Want Your Body [Samantha Fox ]
Self Control [ Laura Branigan]
Everybody Have Fun Tonight [Wang Chung]
ou
We Built This City [Starship]?!

Não?! Ainda bem.

Powered By French Fries

Debbie Harry no seu melhor. Claro.

2004/07/09

Pretty Intense

Os Anos 80 estão a cruzar-se com os nossos, vê-se pela roupa que se vende e usa por aí, o que é uma chatice para quem passou parte da adolescência a tentar livrar-se das camisas de malha aberta, calças que pareciam pijamas e penteados assimétricos. A música é uma coisa mais complicada, achamos que aquela foi uma década fútil de ouvido e onde se mexia a sério com o corpo quando se ouvia,

Just Can't Get Enough [Depeche Mode]
It's My Life [Talk Talk]
Don't You Want Me [Human League]
Tainted Love [Soft Cell]

e outra tanta pop bem sintetizada, ainda que ninguém admita hoje que o melhor era puxar dos Smiths ou dos Talking Heads em público e depois ir para casa saltar de alegria com Wham ou Katrina & The Waves.

Nessas coisas não há nada como recuperações e versões para se chegar ao out of the closet musical, e 1992 abriu logo a rasgar com a colectânea Freedom of Choice, onde Sonic Youth, Mudhoney, Yo La Tengo e outras bandas pegaram nas músicas de cima e nestas,

Ça Plane Pour Moi [Plastic Bertrand]
Destination Unknown [Missing Persons]
Wuthering Heights [Kate Bush]
Dreaming [Blondie]

e aquilo que fizeram com elas foi um alívio para quem não se conseguia assumir junto de amigos musicalmente bem informados. Ingrato ou não, a verdade é que das bandas que fizeram essa colectânea, para além dos Sonic Youth, já quase ninguém se lembra ou quer saber de Chia Pet, Redd Kross, Erectus Monotone, Hypnolovewheel, Das Damen ou White Flag.

Quando estou na cama, a deprimir com o Johnny Cash, ouçam com atenção o que ele fez com One [U2] e Hurt [Nine Inch Nails]!, dá-me para pensar que os meus Anos 80 não foram assim tão felizes e que se havia uma coisa que me irritava muito, era o maldito hábito que os nossos críticos de música tinham de usar a expressão à la para compararem dois álbuns, tipo, temos um Nick Cave à la Tom Waits.

Ainda sobre versões, não, não vou falar dos No Doubt [estava para não linkar, mas pronto.] e do It's My Life!, vale a pena o Wordy Rappingwood dos Tom Tom Club pelas Chicks on Speed, perfeita para quando acaba a depressão e há vontade de ir às compras.

Tudo isto, versões, depressões e décadas que se cruzam, leva-me a acreditar que às tantas um dia o presente vai mesmo cruzar-se com o presente e o mundo acaba.

Nota: o meu sobrinho acabou agora mesmo de me dizer que vamos ter mais disto lá para 2005... e Department S, nada?! Nada. Não vou ter um Jason recauchutado, é?! É.

2004/07/08

FOI VOCÊ QUE PEDIU UM HAPPY END?!

ESCRITA FINA de AMANHÃ
Nuno Saraiva © 2004

Amanhã, dia 10 de Julho, na Única do Expresso tudo ao Meco, ou seja, antes do festival a praia, naquilo a que já se chama o dois em um português.

É claro que a conversa começou com um amargo de boca, como não podia deixar de ser a propósito da Nossa Selecção, mas há amargos que passam quando a boca que os diz fica queimada.

Participações Especiais em Foi Você Que Pediu Um Happy End?!:
Patty - O Cão Cobretone,
Cláudio - The Amazing Croquete Boy [sim, outra vez!]
e Zinha – The Invisible Tia.

2004/07/06

Euro Comix #05

Última bd Euro Comix, a série que o Paulo e o Nuno fizeram para o Die Wochenzeitung [para saber o que é isso do Die Wochenzeitung, vejam este post antigo]. Fica aqui o detalhe,


Nuno Saraiva © 2004

Esta bd, e última como já foi dito, fala sobre dinheiro, promessas e Fátima. Estes são os títulos de todas as bds e respectivas datas de publicação:

#05 Febre de Fátima[05 de Julho]
#04 Febre da Festa[26 de Junho]
#03 Febre da Bandeira[19 de Junho]
#02 Febre do Amor[12 de Junho]
#01 Febre do Relvado[5 de Junho].

Resta agradecer a toda a gente no Die Wochenzeitung.

2004/07/05

Vaya Por Dios!

Ou eles sabem perder ou andam a gozar connosco.
Como ouvi dizer por aí, se tivéssemos ganho o Euro, os espanhóis diriam que era uma vitória do futebol ibérico, como não aconteceu isso, foi uma derrota para o futebol português.

Não Gostou da Paixão de Cristo?!

[...lembram-se de cada uma.]

Acho que o [omitido]@hotmail.com deve estar a falar da bd Este Dj Que Vos Fala, mas não tenho a certeza, da próxima explique-se melhor.

A verdade é que, a não ser a beleza do Jim Caviezel, nada me impressionou, e pessoalmente acho que há mais violência aqui do que no filme do Mel Gibson todo.

Atenção, e isto é para os que se dão mal com links, o começo do site The Brick Testament [reparem que Brendan Powell Smith foge da palavra Lego como o Diabo da cruz] fica aqui.

2004/07/04

Jimmy!

O site do rapazolas que acabou agora mesmo de saltar para o meio do campo fica aqui. Foi o azar, literalmente, a entrar-nos casa adentro. Paciência.

2004/07/02

SEXUALIDADE IN EXTREMIS

ESCRITA FINA de AMANHÃ
Nuno Saraiva © 2004

Amanhã, dia 3 de Julho, na Única do Expresso descobre-se o que é isso de ser metrossexual, uma palavra estranha, mas que vai entrando um bocadinho por todo o lado, e acabou também por bater à minha porta. Quem a trouxe foi a minha amiga mais que tudo, a Cinha, aquela que olha para as mãos, mas não quer saber dos corações. Foi assim, num momento político em que o nosso país também não sabe se é carne ou cherne.

Participações Especiais na Sexualidade in Extremis:
Cinha,
Pipas,
e Metrossexual Boy.